terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Alvorada Azul


Ainda havia um resto de sol no mar
Quando a segunda estrela apareceu
Mas as ondas continuaram a quebrar
Ignorando ao caos que se sucedeu

Apenas os homens ficaram a lamentar
Chorando pelo velho mundo perdido
Sem verem o novo que havia nascido
Um ponto onde tudo pode recomeçar

A estrela tinha um brilho azul pulsante
Tornando o mar ainda mais radiante
Enquanto a Lua vestiu-se de cobalto
Chegando mais perto em um salto

As constelações se embaçaram
Enquanto a Terra trepidou em alegria
Derramando calor sobre a rocha fria
E novas montanhas se elevaram

O conforto fora quase todo perdido
A beleza foi novamente restaurada
Um novo dia podia agora ser vivido
Sob um novo céu de azul alvorada



Um comentário:

  1. Linda parece que a gente está vendo o ceu e o mar. Muita romantica !!!!1

    ResponderExcluir

Muito obrigado por sua opinião.