quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A Sequoia

Eu nasci minúscula
Dentre outras milhares
Segui ao sabor dos ventos
Entre as copas das arvores
 
Vi muitas luas e sois poentes
Neste voo inserto e inseguro
Até que as nuvens potentes
Moldaram todo o meu futuro
 
Molhada eu fui ao solo
E ali esperei paciente
O chão cobriu-se de gelo
E me deixou dormente
 
E neste longo sono
Sonhei em ser gigante
Numa noite de outono
Sob um céu delirante
 
Mas o calor resurgiu
E o gelo em água verteu
Vi-me presa num ardil
Pois minha forma converteu
 
Raízes eu criei
E comecei a subir
No solo me cravei
Sem ter como fugir
 
Dei adeus ao vento
Mas ele não partiu
Às vezes sopra lento
Às vezes mais febril
 
Muitas luas passaram
E muitos sóis também
As geleiras brincaram
Num eterno vai e vem
 
E numa noite de outono
Um gigante eu já era
Meus cones em sono
Esperando a primavera
 
Neles estão sementes
Tal e qual como eu era
Esperando impacientes
O Vento da primavera

 

8 comentários:

  1. Parabéns, Gilson. Excelente.

    ResponderExcluir
  2. arquiteta Walnice Zuffo23 de janeiro de 2013 21:58

    Parabens, poeta. bjka.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom... penso que "poesias amadoras" não lhe cabe tão bem, tu é um poeta, um dos bons!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo Max. Eu passei meses de 2011 escrevendo apenas pra mim. Então chegou um momento que resolvi arriscar e decidi dar a cara à tapa para o mundo através deste blog. Escolher o nome foi uma batalha e acabei optando por ser modesto. Mas isso aconteceu uns 120 poemas atrás. Sei que evoluí, mas ainda tenho muito que caminhar, por isso estou mantendo o nome.

      Excluir
  4. que lindo ;um prezente para nos,demais tuas poesias feita com a alma;

    ResponderExcluir
  5. Oi, meu nome é Eulália e tenho 16 anos.
    Gosto de escrever poemas também, mas, a única opinião que tenho é que eles são bons e tudo mais.
    A questão é que essas opiniões são de meus amigos e familiares....
    Queria uma opinião de fora e procurando achei esse site e achei tuas poesia um máximo, são demais, incríveis. Eu ameii...
    E aí posso te mandar uma poesia minha pra vc poder dizer se é boa ou não?
    Aguardando resposta.
    Vlw!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eulália. Obrigado pelos elogios.
      Realmente, amigos e parentes não tem uma opinião muito isenta, por isso acabei fazendo um blog. Tu podes mandar o poema sim, que serei franco com você. Meu e-mail esta no atalho do Face, na coluna direita do blog.
      Abraço.

      Excluir
  6. muito legal o seu trabalho ajuda muito

    ResponderExcluir

Muito obrigado por sua opinião.