domingo, 17 de março de 2013

Leões e Hienas


O desejo é muito forte
Mas o medo também
Lamentável a minha sorte
Por desejar tanto alguém

Um passo louco e proibido
Não aceito pela sociedade
Sentimento dito pervertido
Inspirado pela maldade

Serei alvo do preconceito
Talvez até da insanidade
Por quem não tem o direito
De julgar por temeridade

Não escolhi esse sentimento
Não optei por esse caminho
Aconteceu num momento
Foi surgindo de mansinho

Agora sofro calado
E vivo triste sozinho
Para não ser apontado
Evitando o ódio mesquinho

Ilusão de liberdade
É isso que vivemos
Dentro desta sociedade
De controles extremos

A ignorância se alastra
O preconceito vira lei
O medo nos castra
O ódio torna-se um rei

Para os que desafiam as regras
Não basta matar o leão do dia
É preciso combater as hienas negras
Que invejam todo ato de ousadia

3 comentários:

  1. Walnice Helena Zuffo17 de março de 2013 17:46

    Em uma sociedade sem cultura e sem talento para se ater aos verdadeiros valores, melhor é ser marginal dela. Ignore todo o mal, assim estará combatendo-o. Ser feliz é a dica!

    ResponderExcluir
  2. Kra, o que posso te falar. Primeiro que não te conheço mas sou de Porto e sou bem mais novo que você, ok, não tão mais novo assim, mas já passei dos 20. E recentemente saí dessa "prisão", primeiramente com a família que e depois com os amigos. A sociedade tem mudado, o pensamento dos mais jovens são de igualdade com qualquer tipo de amor, mesmo em Porto, cidade pequena e do interior isso já mudou muito. E aliás, aqueles que te conhecem de verdade já devem saber e te respeitam. E o melhor, não te julgam. Seja feliz sem se importar com essas coisas do passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kra.....eu posso te falar algumas coisas.
      Primeiro – Parabéns por viver de acordo com suas aspirações. Felicidades.

      Segundo - Se está tão seguro assim de suas opções, porque não colocou seu nome aqui? Ao fazer um comentário com este conteúdo de forma anônima, você está se contradizendo.

      Terceiro – você realmente não me conhece, pois se convivesse comigo saberia que o que escrevi aqui não condiz com a minha personalidade. Eu apenas descrevi de forma genérica uma situação vivida por muitas pessoas que já conheci ao longo de meus 42 anos de vida. E sem vergonha alguma assino, colocando meu nome, foto e os links do Face, do G+ e do Orkut.

      Você tem certeza de que esqueceu o passado, como tu mesmo sugeres?

      Obrigado, boa sorte e volte sempre, mas por favor, coloque seu nome.

      Excluir

Muito obrigado por sua opinião.