quarta-feira, 9 de março de 2016

Nação dos Horrores


A balança hoje é apenas uma falácia
A espada é cega e a visão está afiada
Segue a bela dama sendo maltratada
Sugam sangue do povo com audácia

A verdade está sobre uma mordaça
Tramas de sedosos fios de ilusões
Regadas por décadas com corrupções
Mudando a aparência da cachaça

As santas palavras são retorcidas
Pelos que são ungidos no ouro
E nos pleitos alcançam o louro
Más crias de boas fés distorcidas

Sofrem os “espertos” e choram os “idiotas”
Sem notarem que são o mesmo corpo
E que muito em breve irá estar morto
Neste sofrimento não verão as derrotas




Um comentário:

  1. Muita lágrima sofrimentos incerteza e muito medo.
    Até quando !!

    ResponderExcluir

Muito obrigado por sua opinião.