domingo, 24 de fevereiro de 2013

Ostracismo Não


Não de as costas ao mundo
Não feche a porta para a vida
Nem água fica em poço fundo
Deixa-se içar para qualquer lida

Olhe nos olhos de seu próximo
Faça da dor a força para o dia
Em cada luta chegue ao máximo
Brinque de sorrir com a ironia

Caia, mas no chão não permaneça
A poeira vai embora sem opção
Perdoe, mas nunca mais se esqueça
Pois sempre reaparece a traição

Divide, mas apenas com confiança
Coração calado perde a razão
Busque sempre sua alma criança
Mas mantenha a malícia à mão

A felicidade é uma eterna busca
A tristeza uma simples opção
O mundo é um espelho que ofusca
Mostrando apenas seu coração

O amanhecer sempre chega
Quer você queira ou não
Então ao sono você não renega
Pois o amanhã requer disposição


Um comentário:

  1. Walnice Helena Zuffo25 de fevereiro de 2013 02:46

    A sua inteligencia emocional me emociona. Parabens!

    ResponderExcluir

Muito obrigado por sua opinião.